Sailor Moon Crystal

©VIZ Media/Naoko Takeuchi/Toei Animation

Reelembrando o passado, e aproveitando a volta de animes clássicos que todo bom ser gosta, hora de renovar o hype

O clássico anime Sailor Moon teve seu inicio no Japão em Fevereiro de 1992, com sua primeira versão em anime lançada em Março do mesmo ano. Criado e ilustrado pela Naoko Takeuchi, a série que teve seu inicio no mangá, e rapidamente se tornou um grande sucesso de público e crítica, sendo licenciado em vários países, incluindo o Brasil em 1996 pela extinta Rede Manchete, exceto o mangá, que só veio para cá oficialmente em 2014 pela editora JBC.

Além das 5 temporadas do anime, a série também conta com 3 filmes. E mesmo após o termino da série antiga, ela continuou sendo exibida em vários lugares do mundo. Sem contar com a venda bem sucedida de todos os goodies, figures e itens oficiais pelo mundo.

Em Julho de 2012, em comemoração dos 20 anos da série, é anunciado oficialmente que uma nova adaptação do mangá está sendo produzida, com previsão de lançamento em 2013. Mas foi só em Julho de 2014, que o anime foi exibido globalmente, sendo transmitido pela Internet nos sites niconico e Crunchyroll.

Sailor Moon Crystal é uma adaptação nova, um remake sem ligação direta com as outras temporadas, ou seja, não é uma continuação, além da história estar mais fiel ao mangá, ele também trouxe algumas novidades.

A série é animada pela Toei Animation, responsável por todos os 200 episódios da série original. Dirigido por Munehisa Sakai, o padrão segue o mesmo estilo “mahou shoujo” em que a consagrou e marcou milhões de pessoas.

A animação aproveita bem os novos recursos de CGI que temos hoje, os traços, são bem mais leves e os contornos bem definidos. Com isso, criou-se uma nova identidade visual das personagens, que agora tem um ar mais “moderno”.

Os novos temas de abertura Moon Pride, e encerramento Gekkou, foram compostos pelo grupo musical Momoiro Clover Z, que também fez a divulgação do anime no Japão. E Yasuharu Takanashi foi o responsável pela trilha sonora, que na minha opinião, não deveu em nada. Que já trabalhou em outros animes como Fairy Tail, Naruto e Pretty Cure.

Quem conhece Sailor Moon, sabe das cenas de transformação que cada uma das Sailor Senshi tem, e é única para cada, e em Sailor Moon Crystal, todas foram totalmente modeladas em 3D, o que gerou uma grande surpresa. Todas as cenas de transformação, foram feitas em Cell Shading, uma técnica de renderização que simula a mesma arte dos desenhos 2D, só que com vetores, polígonos e texturas. Os produtores se inspiraram nas animações antigas, criando novas sequencias.

A nova, (GTX 1080)
be0648bdef7689ebc6fab252cd23ae47
E a versão original (486)

Sailor Moon Crystal também gerou bastante barulho, levantando muitas discussões e dividindo opiniões. Havia uma grande expectativa quanto ao anime ser igual ao primeiro, o que não aconteceu. Outro ponto levantado, é sobre as cenas em CGI, consideradas desnecessárias e fora de contexto para um anime clássico.

Até a música recebeu críticas pela expectativa esperar, a Moonlight Densetsu, a abertura lá do anime original

E o que chamou mais a atenção, a qualidade da animação nos primeiros episódios online.

Internet sendo internet

E a reação dos mais nostálgicos não poderia ter sido outra.

Aiiin meu, tá vendo! Sabia que isso iria acontecer. O anime antigo é muuuiuto melhor, não é mesmo? – Resumão

Calma aí!

O fandom com vigilância 24 por dia, não deixou passar e com razão, a falha no controle de qualidade da animação nos primeiros episódios. Não se sabe exatamente o que houve, mas especula-se que a Toei não tinha verba o suficiente, e nem tempo para manter a qualidade. Não sei.

Assim como nos jogos, a DLC…digo…o DVD/Blu-ray, a Toei corrigiu os problemas de proporção e coerência, entregando uma animação que parece ter sido praticamente refeita, ou corrigida em quase sua totalidade. Incluindo alguns efeitos que melhoraram e muito sua qualidade e profundidade. Abaixo alguns exemplos do antes (esquerda), e depois (direita).

sailor-moon-crystal-infinity-arc-promises-changes

Ainda sim, Sailor Moon Crystal pode agradar pessoas de todas as idades. Além de ser um remake totalmente novo em comemoração aos 20 anos do anime/mangá, traz consigo uma história mais fiel ao mangá com seu estilo. Os problemas iniciais foram o bastante para não se repetirem nas temporadas seguintes, incluindo a versão em mídia física, que conta com os primeiros episódios corrigidos.

A série se encontra com as 3 temporadas finalizadas. Todas podem ser assistidas pelo pelo Crunchyroll, ou podem ser compradas em mídia.

A 4º temporada foi anunciada no começo desse ano, ainda não tem data para estreia.

E espero que a Sailor Mars (Rei para os mais íntimos), seja animada com mais cuidado na produção.

Está foi a primeira postagem aqui, antes do blog ter um nome, revivida e com alguma informação nova. Obrigado por ter vindo até aqui, até a próxima! 🙂

Anúncios

Um comentário em “Sailor Moon Crystal

  1. Olá!!

    O texto ficou bom Tio Tomoyo. Mas é necessário prática, para assim alcançar a perfeição. E como fazer isso? Escreve muito! xD

    Gostei de como você colocou as coisas. As pessoas nunca se tocam que remake, reboot não é a série original, simplesmente ignoraram esse fato e adoram criticar. Se fosse igual ao antigo, creio eu que teriam milhares reclamando também. Isso me lembrou o povo de Saint Seiya que acho que não sabe o significado de reboot, assim como os fãs de Sailor Moon devem não saber o de remake….

    Confesso dizer que o anime, assim como outros do estúdio estão fadados a ter cenas mal feitas, mas convenho dizer que é uma representação bastante fiel do mangás que temos em mãos atualmente.

    Até mais

    Curtido por 1 pessoa

Os comentários estão encerrados.