Ressaca Friends, ao pé da letra

Quem diria que estaria aqui para contar a história, a queda de um evento que já estourou sua lotação em pleno sábado. Fazendo uma comparação grosseira com os anteriores, a edição de 2016 não chegou nem a metade.

Em todos esses anos nessa industria vital, é a primeira vez que vejo isso acontecer em um evento da Yamato.

– A quanto tempo está aqui?
– 13 anos 6 meses e mais este dia, é um tempo considerável..

Estive lá neste sábado, o evento foi no velho local de sempre, antes sede do extinto Anime Dreams, agora apenas do Ressaca Friends.

Algumas coisas você tem que ver para acreditar, e eu vi, um evento da Yamato que costumava lotar os 2 dias no final de semana, estar praticamente vazio. Tão vazio, que dava para ouvir os pássaros voando e cantando por onde costumava haver disputa de espaço e muvuca.

E neste sábado eu estive lá, no velho local de sempre, carregado com boas e péssimas memórias marcantes. Fui para rever uns poucos amigos e tirar umas fotos.

Sem necessidade para filas

Era um pouco mais de meio-dia quando eu desci do ônibus, já estava preparado de corpo e alma para encarar a fila Genuinamente Brasileira da Yamato. Mas ao chegar, eu fiquei mudo, ONDE ESTÁ A PORRA DA FILA?

Não, não estou de brincadeira, não havia fila nenhuma para entrar!

No último que estive em 2015, levei mais de 2 horas para entrar. Desta vez, não fiquei nem 10 minutos. 

Deboismo mandou abraços

Imaginem um evento com cara de interior, mas acontecendo em São Paulo e sem aglomerações, sem encoxamentos, sem zona e etc. Este foi o evento mais de boas que já estive. Na minha opinião,  estava ótimo. Acho que pela primeira vez o evento honrou o nome de Ressaca Friends.

Anime Dreams (12)
Uma comparação sem compromisso, essa foto é do extinto Anime Dreams 2007, quase no mesmo local.
Essa é do último Ressaca Friends, os horários são semelhantes (dizem que o domingo não foi diferente)

O evento basicamente foi o mesmo dos anos anteriores, com suas atrações e etc. Ainda com a ausência de editoras conhecidas do público, haviam poucas opções para quem gosta de levar bacia de mangás. Esqueçam o palco a céu aberto, as atrações foram todas no anfiteatro.

Apresentação individual cosplay (com o patrocínio da Caixa), sim, você sabe quem é =)

Esse vazio trouxe mais uma consequência boa, dentro do pavilhão, estava MUITO mais fresco graças ao ar condicionado das salas, que circularam livremente. O que era problema recorrente devido a superlotação dos corredores nos anos anteriores. Desta vez, ninguém precisou ficar nas salas só para se refrescar.

A atração da sala PS Party não poderia ser outra, o PS VR da Sony montado e completo rodando alguns jogos: 初音ミク FUTURE LIVE e o Resident Evil 7.

Quanto a valores, tudo continua caro, mas só fiquei a base de água e comidas leves, me afastei do Mupy a anos e não sinto falta. Lanches em evento? Nem pensar.

Essa era a lotação máxima dos corredores dos estandes.

Nos estandes de vendas, a crise deu seus tapas em algumas figures com procedência duvidosa,  mas não foi para isso que fui lá, fui fazer o que mais gosto, tirar fotos. Foram poucas, mas valeram a pena.

E para fechar, mais fotos da Miku porque sim!

Sim, a maioria são da Miku, me julguem.

CCXP, agora bola é de vocês.

A muito se questiona sobre o que aconteceu. Dizem que isso é devido a CCXP, que ocorreu no inicio de Dezembro, recebendo um grande movimento inesperado, provocando muitos problemas de organização, e filas gigantes, dando mais voltas que no jogo da cobrinha no velho Nokia.

Cada dia da CCXP custou em torno de 100 a 300 reais (com sorte), e como todo evento grande e direcionado, quem foi sabia o que estava pagando. Enquanto o Ressaca, veio 2 semanas depois por volta de 60 reais. Quem gastou seu dinheiro na CCXP, não iria gastar novamente para ter menos.

Outro detalhe, é a proximidade dos 2 eventos. 2 semanas, é perto demais. O cidadão bem informado, vai ir no melhor/maior, mesmo pagando mais.

Eu já vi esse filme…

Na década passada, o recém estreante Anime Friends vivia seus momentos de acensão. Assim como a atual CCXP, o AF se tornou rapidamente em uma referência nacional e internacional, engolindo inevitavelmente outros eventos, sobrou até para o Animecon.

Com o tempo, o evento foi deixando de ser direcionado a animação japonesa, se tornando mais multi-temático. Modus operandi que foi replicado em outros eventos da mesma empresa, o extinto Anime Dreams e Ressaca Friends, eram a 2º linha do AF em comparação de tamanho, mas igualmente lotados.

O carro-chefe da Yamato, se manteve no topo por muitos anos seguidos, mesmo sofrendo duras críticas a sua falta de organização, local e espaço, que nunca era suficiente para comportar seu público.

Veio a BGS, e a CCXP, este último baseado no evento americano homônimo desde 2014. Ambos conquistaram seu espaço e seu público fiel, cada um mostrando a que veio com suas atrações jus a seus nomes.

Era só uma questão de tempo para a CCXP bater 92 mil pessoas, sendo que em 2015 foram 145 mil, e, 195 mil pessoas em 2016. E a BGS bater 300 MIL PESSOAS em 2016! O AF com todo seu tamanho, tinha como meta 120 mil pessoas em 2016.  Estes dois eventos cresceram muito rápido, ambos se tornaram fortes concorrentes de peso.

Mas nem tudo está perdido. Em 2017, a Yamato anunciou um Anime Friends “renovado”. Segundo o site oficial, agora temos um novo e distante local, novas atrações internacionais (Do As Infinity despertou o interesse até neste que voz fala, e na sexta!), sem deixar de lado, o velho mais do mesmo para quem é da casa. Claro que o preço precisou sofrer o devido reajuste, deixando a ver navios muitos jovens que dependem de família para custear a ida aos eventos.

REM: Vai acontecer de novo não vai?
– .RAM: Vai.

Serei sincero, não boto muita fé no futuro do Ressaca Friends, e não ficarei surpreso caso ele vá pra vala junto com Anime Dreams. Não é uma questão de pessimismo, e nem estou feliz com isso, guardo as boas lembranças de lá, mas o rumo que o evento está seguindo é bem sombrio.

Concluindo, este Ressaca Friends valeu a pena, não esperei, não fui encoxado, não passei calor, não gastei meu 13º graças a crise nacional.

Anúncios

2 comentários em “Ressaca Friends, ao pé da letra

Os comentários estão encerrados.