Como se liga um computador?

Se este blog sobreviver ao apocalipse zombi/robótico ou aos futuros acontecimentos que o Brasil ira vivenciar, os sobreviventes da resistência saberão que um dia, já tivemos computadores de mesa, eram enormes caixas de metal cheias de fios e cabos. Algumas faziam barulho, outras eram lentas demais até para carregar o sistema. E ainda precisavam de estar conectadas a periféricos para funcionar (monitor, teclado, mouse, impressora, scanner e etc). Era uma bagunça, mas funcionava muito bem.

A partir dos anos 2000, a Internet explodiu, “estar conectado” nunca se tornou tão importante para as pessoas. Com a ajuda da tecnologia, os enormes PCs de mesa foram perdendo seu espaço, e o seu tamanho.

Agora temos, smartphones, smartwatches e eletrodomésticos que pedem a pizza para você. Para que perder tempo esperando o computador ligar, quando se tem um celular inteligente no seu bolso. Imagina ter que fazer o seguinte ritual: Ligar o computador>esperar carregar>abrir o navegador>digitar o endereço do provedor do email>abrir a página do email>digitar o email>digitar a senha>……. eh, você lembra da senha certo? Não? É claro que não, seu smartphone sabe e guarda todas elas.

Talvez você nem sabia mais o que é Navegador ou barra de endereços, até porque você não precisa saber, os apps em seu smartphone conversam diretamente com o servidor, entregando tudo mastigadinho para você.

O que antes era um desejo de consumo nos anos 80 e 90, hoje virou item de entusiastas e empresas com $$$. As pessoas não querem estar presas em um único ambiente para fazer a mesma coisa. Mobilidade e velocidade, é tudo.

A sim, você disse sobre notebooks? Bom, eles existem desde os anos 90, e sempre estiveram em evolução. Todavia, eles ainda são grandes e volumosos. E não abrem sua rede social só com um toque ou comando de voz. Porque carregar mais peso quando se tem um menor no bolso que fará a mesma coisa?

E se o smartphone for pequeno demais, tem os tablets. Tem a mesma praticidade com uma tela maior. Ainda precisa de um notebook?

Uma vez disseram que o Personal Computer era caro e complexo demais para as pessoas, a máquina de escrever era mais confiável e mais acessível. Na era dos PCs de mesa, os celulares ganharam mais funções além de ligar ou receber chamadas, até que um dia, uma certa empresa de Cupertino mudou tudo. Proferido por alguém que já passou pela antiga Atari, o mundo confirmou ali o que se tornaria um futuro sem volta.

A ideia já existia desde os anos 90, não é mesmo IBM Simon? Só que, era algo à frente de seu tempo. As pessoas não estavam prontas e nem poderiam pagar por aquilo. Diferente dos PCs, ninguém tinha necessidade de estar “plugado” o tempo todo. “Isso é coisa de louco”, segundo a sociedade da época.

Hoje, os “loucos” da época estão gordos e casados. Seus filhos crescem com um smartphone na mão onde basta apenas dizer o que quer e pronto. Talvez até conheçam um PC de perto, talvez…

– Como se liga esse computador pai?

– É só apertar o botão?

– Botão?

– É, um botão grande e redondo?

– Porque ele não liga com minha voz, meu celular liga, qualquer coisa liga, porque esse não?

– Não existia esse tipo isso na época.

– Que brinquedo chato.

Anúncios